segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Nem tudo na vida é do jeito que a gente quer

Foram muitas informações. Não consegui assimilar muito bem todas elas. Uma avalanche de sentimentos novos e antigos. Alguns achava que não sentiria mais.

Não estou entendendo os acontecimentos. Aonde achava que não existia nada, existia muito. Aonde achava que residia tudo, parece que não existe mais nada. Nem consideração.

Quando pensava que tudo estava se perdendo, que de novo, mergulharia naquele buraco negro, surgiu uma luz. Uma luz que me mete muito medo, pois o novo me dá medo, mas que eu sei, só veio pra acrescentar o bem.

Diz minha (sábia) mãe: “Não esta escrito isso em nenhum lugar da Bíblia, mas é um ditado popular que se deve levar em conta, ‘Deus escreve certo por linhas tortas’.”

Estou um pouco assustada. Tem muita coisa que estou sentindo que esperava não sentir mais. Coisas boas e coisas ruins, ou melhor, tristes. Não estava preparada, mas pelo menos me ocupo tentando administrar tudo isso.

E por mais incrível que isso possa parecer, eu estou bem.
Estou estável.

9 comentários:

Biana França disse...

E acho- mesmo não sabendo do que se trata- que Deus nos reserva coisas diferentes para nos fazer crescer, para nos encontrarmos com nossos diversos sentimentos, encontrar nosso eu, e sermos melhores.
Bjus.

SGi/Sonia disse...

Ai Marcia, também tenho muito medo do novo, medo não, PAVOR.
Seja ele bom ou ruim me apavora.
Mesmo estando aqui, nesse breu inigmático dos seus sentimentos, estou com você e não abro.

Muita força e paz (porque quando a gente tem filho pequeno precisa muito pra poder ouvir a voz da consciência...).

Amo muito você.

Beijins

Tania Pimenta disse...

Apesar de não saber do que se trata(e nem precisar), só posso dizer que mesmo com medo, olhe bem pro novo e veja se é isto mesmo q vc quer... se não for, tente outro novo!!! As mudanças são apavorantes mesmo, mas são necessárias e acabam vindo pro nosso próprio bem, mesmo q só enxerguemos isto um tempo depois do novo já ser velho!!
Beijins e força!!

Nina disse...

Sua mae tem uma sabedoria impressionante. Porque mae é assim?

Amiga, forca viu? tbm to voando no que houve, apesar de ter uma leve idéia, mas vc, com esse seu modo de escrever poetizado me deixa tonta...rsrs

espero que tudo fique bem. Um grande e terno abraco (ei, vai dancar com a Larinha de rostinho colado que passa).

Flavinha disse...

Marcia
Estou assim como a Nina, sabendo e não sabendo, mas não me interessa o problema, só me interessa que, independente do que está passando, seja bom ou ruim, estarei sempre por aqui pra te ouvir (ou ler).
Dá um bj na sua princesa.
Bjs

Me separei, e agora? disse...

Márcia, por incrível que possa parecer, estou com inveja de vc. Está sentindo tanta coisa junta...ultimamente tenho estado meio sem-sentimentos, sentido nada, sinto falta de sentimentos, ainda que de raiva, medo...sinta, sinta, sinta e uma hora você saberá o que fazer.
Um beijo enorme
Eri

Fiona de Bourbon disse...

Márcia,

seja lá o que estiveres passando, peço a Deus que te ilumine. E que no final as linhas tortas nem sejam tão tortas assim...

Precisando de um ombro amigo, cá tenho dois.

beijooo

• Älone • disse...

Ma ♥ Bom Dia, td bem !? Estou mega curioso lendo seu post pra saber do que se trata. Pelo oq percebi deve ser um novo amor ♥ !
Em relação à frase da sua mãe, eu acredito que Deus nos deu a vida, e agente faz nosso caminho com nossas escolhas!

Mil beijos pra vc e uma óooootima semana!

Fernanda Falleiro disse...

Opa!!! Parece q mesmo com medo a coisa é boa!!!Vai indo devagar mais vai!um pé na frente e outro atrás como diria minha vó!

Nem sempre o medo é ruim, geralmente ele vem seguido de um friozinho na barriga que é muito gostosos, rsrsrs

independente do que vc decidir fazer te desejo tudo de bom!!

bjoss